Salete

Oposição MDB/PT boicota projeto de investimentos em Salete

Foto: Divulgação


Foto: Divulgação


Os vereadores de oposição à administração do município de Salete, que são a maioria, rejeitaram o projeto que previa investimentos em infraestrutura no Bairro São José, Cohab 2, Vila Nova, Residencial Hortênsia e o acesso ao C.E.I. Primeiros Passos. Antes de ir para apreciação, o projeto foi apresentado para todos os vereadores. A prefeita Solange Schlichting (Chica), disse que havia um bom diálogo com a presidente da Câmara Neiva Zonta (PT) e que teria apoio. "Desde o início mantivemos diálogo, conversei primeiro com a presidente Neiva, que a gente tinha a ideia de apresentar esse projeto, antes mesmo de mandar adiante. Ela mesma ficou de conversar com os demais vereadores. Depois disso, fomos chamados para uma reunião com todos os nove vereadores, lideranças e alguns empresários e junto com o setor jurídico da prefeitura explicamos os detalhes das obras", relatou Chica.

Salete está entre os oito municípios da região que foram selecionados pelo Badesc Cidades, que está investindo R$ 58,7 milhões em projetos de cidades que apresentaram evasão populacional e baixo repasse de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). No Alto Vale, os municípios contemplados foram Braço do Trombudo, Chapadão do Lageado, José Boiteux, Laurentino, Petrolândia, Salete, Santa Terezinha e Vidal Ramos. Em Salete, o investimento ficou prejudicado pela decisão política de vereadores, bem diferente dos outros municípios, como o caso de Santa Terezinha, onde a maioria oposicionista, aprovou o projeto sem voto contrário. "Falei com a prefeita Valquíria, que ficou admirada pela rejeição deste investimento e lamentou", disse.

A prefeita Chica argumentou que a administração vem zelando pela economia em uma época de crise financeira. "Estamos até conseguindo algumas coisas a mais, numa época difícil, estamos conseguindo manter o bom atendimento na saúde e várias áreas de educação, fazendo reformas de escolas, estamos fazendo tudo com recursos próprios". Os recursos de emendas parlamentares tem ajudado o município a complementar pontuou a prefeita. "A gente zela muito pelo dinheiro público, há fiscalização do Ministério Público, precisamos prestar contas de tudo".

A pavimentação no bairro São José vai beneficiar pessoa de baixa renda que não teria como pagar pelo calçamento, já que se fosse construir via mutirão os custos seriam muito maiores para os moradores. Chica relatou que quando o município foi classificado para poder fazer os investimentos via Badesc, a administração tinha pouco tempo para decidir o que fazer e se optou pela região de São José, que vai beneficiar.

"Pensamos nas pessoas, nas crianças, nas mães, em todo mundo que anda de bicicleta, a pé, a gente sabe da dificuldade de vir pra escola, pro trabalho e o pavimentação melhora a qualidade de vidas dessas pessoas".

A prefeita Chica disse que era seu sonho favorecer aquela região, tanto pro desenvolvimento da cidade como o grande número de famílias beneficiadas pela pavimentação. São 35 famílias no São José, na Vila Nova, 44 famílias, mais os 43 lotes do Hortênsia, que já possui 16 habitações.

"Esse asfalto passaria na frente desses bairros, então favorecia muitas famílias, porque a estrada geral ninguém ia pagar nada, a gente fica triste por isso, foi uma decepção, não por mim, como administradora, mas pelas pessoas que seriam beneficiadas". Desabafou Chica.

Um dos pretextos dos vereadores de oposição para rejeitar investimento foi a porcentagem de juros, mas a prefeita argumenta que os juros são idênticos ao ao financiamento da revitalização da entrada da cidade e que foi aprovados por todos os vereadores, "Está passando a oportunidade, o Badesc veio, ofereceu dois milhões, está pré aprovado, só faltava a aprovação da Câmara para dar continuidade. Tudo podia ser conversado, jamais iria fazer alguma coisa que prejudicasse a administração. É um investimento pra cidade, não posso pensar só no que vai ficar para o próximo prefeito pagar, vai ficar uma parte, vai, mais eu duvido qual pessoa que vai tentar se eleger que não vai pesar no futuro da cidade", concluiu.

A prefeita disse que não vai desistir e vai tentar outras alternativas para fomentar o desenvolvimento da cidade. "A gente não está brincando de administrador, a gente quer fazer a coisa séria, e sempre pensando no bem do povo. Esse é o nosso objetivo. Eu vim para a prefeitura com o objetivo, tanto eu como o vice Adroaldo e equipe, fazendo o bem para as pessoas, não interessa quem são as pessoas", finalizou Chica.

Nenhum vereador quis se manisfestar sobre o assunto, todos poderão fazer em qualquer tempo, para devida contestação da reportagem pelo e-mail: altovaleagora@gmail.com

Link

Imagens

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 




PUBLICIDADE

O JATV.com.br é um portal de informação 24 horas por dia e 365 dias por ano no ar. Presentes nas redes sociais, somos compatíveis com todos os dispositivos que dispoem de acesso à internet.

Endereço: Rua 29 de Dezembro, 643 - Sala 03 - Centro, Rio do Campo - SC, 89198-000
Telefone: (47) 3564-0318 | Email: contato@jatv.com.br

|