Siga nossas redes

Santa Terezinha

Marcos Vinícius Burdzinski, de Santa Terezinha, é 'Ouro'

O garoto alcançou a segunda maior nota do estado de SC, na OBMEP

 

Criada em 2005 para estimular o estudo da matemática e identificar talentos na área, a OBMEP - Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas, é um projeto nacional dirigido às escolas públicas e privadas brasileiras, realizado pelo Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada - IMPA, com o apoio da Sociedade Brasileira de Matemática - SBM, e promovida com recursos do Ministério da Educação e do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

O público-alvo da OBMEP é composto de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental até o último ano do Ensino Médio. Em 2018, mais de 18 milhões de alunos participaram da olimpíada.

A edição de 2019 da olimpíada trouxe muito orgulho para o município de Santa Terezinha, pois o garoto Marcos Vinícius Burdzinski, estudante da EEB Padre João Kominek é medalhista de ouro. O resultado saiu na terça-feira, dia 03 de dezembro. Na nota da prova, Marcos ficou em segundo lugar no estado de SC no resultado geral, ficando atrás apenas de um aluno de Içara, Alessandro Mathias Machado.

Com apenas 12 anos de idade, Marcos está no 7º ano do ensino fundamental. Segundo a mãe do menino, a professora de letras Andréia Cristina Burdzinski, devido suas altas habilidades no andamento escolar, Marcos avançou do 4º ano do primário direto para o 6º ano do ensino fundamental "Foi uma solicitação feita por mim, pois percebia que ele tinha capacidade para ir além", diz a mãe. "Então, fiz a solicitação para avançar ele de turma tendo base na lei da progressão para estudantes com altas habilidades", menciona Andréia.

Com base na lei da progressão, uma pessoa representante da extinta ADR - Agência de Desenvolvimento Regional, junto à escola fez uma semana de provas escritas de todas as disciplinas com o Marcos e o menino teve êxito em todas. "Desta forma, não precisou fazer o 5º ano, do 4º passou direto para o 6º ano. E vai cada vez melhor", afirma a mãe, orgulhosa.

Em 2018, Marcos também fez as provas da primeira e segunda fase da OBMEP e alcançou ótima colocação, foi medalhista de bronze e recebeu a medalha em Florianópolis. "Ele também recebeu uma bolsa de 100 reais durante um ano e um curso, de duração de um ano também do PIC - Programa de Iniciação Científica Junior, pela Universidade Federal de Santa Catarina - USFC, e tem aulas online a cada 15 dias, durante quatro horas relógio mais uma avaliação online mensal", explica Andréia Cristina.

A OBMEP 2019 teve duas fases, a primeira ocorreu em abril, e a segunda foi no mês de setembro. Com os medalhistas de ouro selecionados, os alunos terão uma cerimônia de premiação, em Brasília. A data ainda não está definida.

Marcos Vinícius ama estudar, e isso orgulha muito a mãe, Andréia, e o pai, Liberto Burdzinski, que também é professor. "Marcos está sempre assistindo a vídeos e canais educativos, lendo ou escrevendo. Faz sempre uma lista e um cronograma do que precisa estudar e a fixa na porta do guarda-roupa para seguir", conta Andréia.

Sobre as disciplinas preferidas do filho, Andréia menciona "Como ele diz que quer ser cientista, creio que prefere ciências e matemática".

O maior incentivo vem dos pais, Liberto e Andréia Cristina

"Sempre incentivamos muito o Marcos a estudar. Compramos para ele muitos livros e deixamos livre acesso à internet. Não somos aqueles pais de ficar obrigando ele a estudar, pois entendemos que a criança deve aprender a gostar de estudar e saber a importância disso e não ser obrigada a isso de forma que a desmotive, mas sim, incentivamos em todo momento e comentamos sobre a importância do estudo para que ele possa se realizar como pessoa e realizar seus sonhos futuros, procuramos sempre estar atentos ao que assiste e lê. Ele sabe que pode acessar a internet e celular para jogar, conversar com amigos, assistir TV, mas antes disso, ele precisa fazer as tarefas da escola, então já acostumou assim, virando uma rotina da qual gosta, depois que fez os trabalhos e tarefas escolares e leu algo, ele pode destinar o restante do dia aos amigos, internet e TV. Ele também participa da escola de futebol municipal uma vez por semana e faz aulas de canto e violão", contam os pais.

"Já cheguei a me preocupar com a sobrecarga de estudos e cursos que o Marcos faz, mas ele gosta e não tenho como o impedir. Então, procuro acompanhar sempre seu desempenho e fico atenta se há sinais de cansaço ou alterações de humor. Mas tudo sempre vem ocorrendo de forma sadia. A cada dia ele demonstra mais interesse por estudar e isso tem me orgulhado muito", finaliza Andréia.


"É um menino de ouro", diz professora de matemática

Há dois anos lecionando matemática e ciências para o menino Marcos, a professora Beatriz Zeczkowski kaleski afirma "Ele é um menino de ouro". Beatriz é professora há 25 anos e é pós-graduada em matemática e ciências. Atua na EEB Padre João Kominek há 23 anos.

"Além de ensinar, já aprendi muito com o Marcos, pois o desempenho dele na escola é 'magnífico', com certeza essa é a palavra que descreve bem o desempenho do aluno Marcos, 'magnífico'", conta Beatriz.

Assim como a mãe do Marcos, a professora Beatriz também menciona que o garoto passou de fase pelo seu bom desempenho "Através de provas, o aluno Marcos passou do 4º ano direto para o 6º, os professores percebiam que ele sabia muito mais do que as turmas. Agora, ele está no 7º ano, mas também se fosse para fazer um avanço de período, com certeza ele teria como avançar um ano sem estar frequentando", garante a docente.


Professora Beatriz com Marcos e a aluna Tais Felipe, que recebeu menção honrosa na OBMEP. Foto Divulgação

O Marcos está de parabéns por tudo que faz, diz Beatriz. "No ano passado também ele foi destaque na Olimpíada de Matemática, tanto que na quinta-feira, dia 5, ele foi homenageado na prefeitura", conta a professora e acrescenta "Além de matemático, o Marcos também é um ótimo cientista. Na disciplina de ciências, quando realizamos trabalhos e experimentos, as explicações dele são como de alunos de universidade".

Beatriz faz questão de mencionar também que Marcos Vinícius é excelente aluno em português "Ele fez e declamou um cordel maravilhoso, enorme, comprido, não sei como conseguiu fazer e decorar tão bem, lembrar e não ficar nervoso na hora da declamação", lembra Kaleski. Também um trabalho realizado na escola sobre Bullying rendeu ao garoto Marcos um outdoor no pátio da escola.

"O Marcos é um aluno extremamente inteligente e muito educado, jamais ele foi descortês com algum professor ou colega, inclusive se sente mal quando algum colega não trata bem o outro. Todos esses anos de estudo na escola o Marcos é maravilhoso. Por isso que o título desta matéria poderia ser: Marcos, um menino de ouro", sugere Beatriz.

Jornal A Tribuna do Vale

Imagens

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 



PUBLICIDADE

O JATV.com.br é um portal de informação 24 horas por dia e 365 dias por ano no ar. Presentes nas redes sociais, somos compatíveis com todos os dispositivos que dispoem de acesso à internet.

Endereço: Rua 29 de Dezembro, 643 - Sala 03 - Centro, Rio do Campo - SC, 89198-000
Telefone: (47) 3564-0318 | Email: contato@jatv.com.br

|