Agricultura

Projeto Fomento Mulher é aplicado com êxito

04 Fevereiro 2019 13:38:00

Convênio tem parceria com INCRA em acordo de Cooperação Técnica

JATV

A administração Municipal de Santa Terezinha através da Secretaria de Agricultura buscou parceria junto ao INCRA e assinou termos de cooperação técnica. As atividades foram implementadas na sala da cidadania junto à Secretaria de Agricultura.

O projeto contempla as mulheres assentadas na área rural do município. Para participar, as mulheres procuram a sala da cidadania e conversam com o técnico responsável que ajuda e orienta na escolha e tomada de decisão, analisando inclusive a viabilidade econômica. E auxilia elaborando o projeto.

Através desta parceria com o Incra foram elaborados 66 projetos de 'Fomento Mulher' no valor de 5 mil reais cada. Na visão da prefeita Valquíria, esta iniciativa do município traz importantes benefícios para as mulheres contempladas. "O objetivo principal desse incentivo é gerar renda extra e diversificar a propriedade, não ficando a área dependendo de uma só cultura, mas sim gerando uma renda com a venda de produtos por elas produzidos", cita Valquíria.

Contemplada com o projeto fomento, a produtora rural receberá 5 mil reais com rebate de 80%, ou seja, do montante pagará apenas o equivalente a mil reais acrescidos de 0,50%. "A assentada paga este valor de pouco mais de mil reais após um ano", explica a Prefeita que afirma "Esse projeto além de valorizar e melhorar a qualidade de vida da família de cada mulher com renda extra, também movimenta a economia da cidade".

O município de Santa Terezinha conta com quatro áreas de assentamentos: O Assentamento 25 de Maio, Morro do Taió I e II e o Nova Conquista. Para a participação no projeto Fomento Mulher há uma grande procura das mulheres assentadas, diz a Prefeita. "Procuramos organizar com agendamentos, pois a partir do momento que algumas se inscreveram, aumentou a procura". A administração municipal está buscando mais programas para auxiliar essas áreas rurais.

Mulheres que foram contempladas falam da importância do projeto  

Vardeli Monteiro, tem 55 anos, é natural de Rio do Campo e mora em Santa Terezinha há 24 anos, sempre no Assentamento Morro do Taió II. É casada com Nelson Goetten de Souza, tem 5 filhos, três homens e duas mulheres.

A principal renda da família de Vardeli é a plantação de fumo, no entanto, através do projeto Fomento Mulher uma nova atividade pôde ser implantada na propriedade. "Me inscrevi e fui contemplada com 5 mil reais. Com esse valor instalamos chiqueiros para criar e comercializar porcos. Uma renda a mais com boa saída, principalmente no final do ano", conta Vardeli.

A agricultora afirma que a ajuda da Secretaria Municipal de Agricultura através do atendimento na sala da cidadania foi essencial para ela receber o valor "Eu nunca tinha ido na sala da cidadania, mas nessa vez que precisei fui muito bem atendida. E o rapaz veio na minha casa para a gente assinar o contrato. A questão da documentação foi toda encaminhada por eles, não nos preocupamos com nada", menciona Vardeli.

"Como mulher do campo me sinto feliz pela valorização que recebi através desse recurso. É um dinheiro a mais na propriedade e outra atividade que ajuda bastante", expressa a agricultora e finaliza com agradecimentos "Agradeço muito a prefeita que ajudou bastante, também ao funcionário da prefeitura, o Silvano, que é muito legal com a gente. Agradeço por tudo que fizeram por nós".


Também no Assentamento Morro do Taió II mora Cleusa Salvador Kaczmorech, com seu esposo Venceslau Kaczmorech e os três filhos do casal. A família também tem como renda principal da propriedade a cultura do fumo. "Plantamos fumo há 20 anos. E é uma cultura que judia bastante", diz Cleusa.

No momento a intenção da família é diversificar as culturas na propriedade e buscar novas rendas. Para auxiliar, Cleusa já foi contemplada no projeto Fomento Mulher "Fomos contemplados com o valor de 5 mil reais", conta a agricultora.

O novo projeto para a família desenvolvido junto à sala da cidadania é o de granja de galinha de corte e postura. "Fomos muito bem orientados pelo técnico Silvano e sempre que precisamos ele vem nos orientar, nos ajudar. O dinheiro do projeto já caiu na conta, estamos contentes", revela Cleusa.

A agricultora explica como ocorre quando o projeto já está em atividade "Assim que liberado o valor, compramos as coisas e apresentamos as notas. Na nossa renda temos que comprovar que esse valor investido teve resultado no aumento da mesma, isso dentro de um ano", conta Cleusa.

"A maioria das mulheres do assentamento foram contempladas com esse investimento. Esse recurso veio na hora certa, só tenho a agradecer", expressa a agricultora.

Nesta semana a prefeita Valquíria visitou propriedades contempladas pelo Fomento Mulher.

"É uma grande alegria visitar famílias agricultoras e saber que com esforço da administração e da secretaria de agricultura estão tendo resultados na agricultura familiar do município", expressa Valquíria com satisfação pelo êxito dos projetos.

Para a Prefeita, é uma parceria que deu certo "Com esse termo de cooperação técnica, nós conseguimos buscar a parceria com o INCRA nessa linha de crédito, o fomento mulher, para atender as mulheres assentadas de maneira regular, que vão poder investir em melhorias na propriedade, gerar renda, movimentar a economia e poder diversificar a atividade agrícola que é tão importante".

Ver no olhar das mulheres a felicidade de poder implementar recursos na propriedade, para a prefeita, como mulher, é gratificante, afirma ela. "A mulher faz a diferença em qualquer lugar e em qualquer atividade que desempenha, independentemente da posição, professora, médica, faxineira, prefeita ou agricultora. Nós, enquanto administradores, estamos valorizando a mulher, pra mim, como representante delas, é gratificante".