Coluna/Emerson Lima

Eleições

Estamos finalizando mais um período eleitoral em nossos municípios, onde elegeremos futuros prefeitos(as) e vereadores(as) para nos administrar e cuidar do bem público. Neste tempo, os ânimos de algumas pessoas se alteram, ficam acirrados e se não manter o controle e o equilíbrio a política se torna na cidade um grande espetáculo de sandices, ululações, mentiras e desumanidade. Como se já não bastasse a irracionalidade de um pequeno grupo que outrora assumira funções públicas em benefício próprio e nos últimos tempos vem pagando pelos crimes cometidos em suas gestões administrativas. Como se não bastasse o ‘assassinato da vergonha e da moral’ em ‘defesa’ dos princípios partidários. Como se não bastasse as operações da Polícia Federal em nível nacional contra a corrupção, ainda tem gente metido na política para acabar de arruinar com a paz e com a liberdade comum. A ideia das propostas políticas atuais seria para preservar, manter e cuidar do bem da população nas linhas gerais e também na saúde, educação, cultura, valores familiares, economia e direito a moradia e emprego. Para que as propostas sejam conhecidas por toda comunidade é necessário pessoas que se dispunham com real interesse em pôr em prática estas propostas. Assim é que nasce os candidatos a possíveis prefeitos(as) e, por conseguinte, vêm aqueles que nos ajudarão na fiscalização e no cuidado dos projetos, que são os vereadores(as). Não dá pra fazer política sem pessoas que possam se colocar a frente para encarar o desafio. No entanto, estas pessoas não podem ser agredidas no âmbito pessoal e familiar. Na política os ‘politiqueiros’ fazem o inverso: ao invés de usar a razão – faculdade puramente humana; usam as mãos e o medo – faculdade quase que excepcionalmente primata. Uma vergonha! Como poderemos depositar nossa confiança e administração das coisas públicas nas mãos de quem não se contém com a razão e não pensa com a cabeça? Fica extremamente difícil. Sendo assim, antes de votar, olhe para o seu partido e conheça as propostas. Veja se ele está em comunhão com seus princípios, se é cristão, se valoriza a família, se não mantém marginais e não alimenta ideologias anti-humanas como o marxismo, o socialismo e comunismo que são verdadeiros cânceres dentro da política. Depois de observar seriamente seu partido, busque conhecer a vida do seu possível candidato( a) a partir das experiências que teve junto com ele(a). Não vá atrás apenas do discurso! Geralmente, são inflamados, sofisticados e vazios. Lembre-se se já o viu em algum evento na escola, nos eventos municipais, se já o viu na Igreja rezando com a família. Se você for cristão(ã), não eleja candidato anticristão. Se você ama sua família, não eleja candidato promíscuo e que não valoriza a família. Se você for honesto, não eleja candidato que quer comprar seu voto ou te favorecer futuramente com benefícios ilegais. A política só mudará quando os eleitores mudarem! Finalizo escrevendo sobre a paz. Não há nada melhor do que a paz. Diga não a violência. Não as brigas em família e com vizinhos. Não a pequena corrupção. Não a chantagens e mentiras. E aos possíveis candidatos: sejam sinceros, leais e honestos! Mesmo que isto não te dê a vitória, valerá a pena. E hoje está cada vez pior gente despreparada e mal intencionada ficar no poder, mesmo que ganhe. Boas eleições e que o Senhor abençoe a todos!


colunas

Luiz Carlos Prates


Apóstolos Olímpio e Iracema




O JATV.com.br é um portal de informação 24 horas por dia e 365 dias por ano no ar. Presentes nas redes sociais, somos compatíveis com todos os dispositivos que dispoem de acesso à internet.

Endereço: Rua 29 de Dezembro, 643 - Sala 03 - Centro, Rio do Campo - SC, 89198-000
Telefone: (47) 3564-0318 | Email: contato@jatv.com.br

|