Siga nossas redes

Fach News

Confira a coluna 'Fach News' por Lucas Fach

Ele aborda assuntos políticos e polêmicos da região

Olá, queridos leitores! Falta um mês para as eleições. E aí, já decidiu em quem votar para vereador(a)? E para prefeito(a)? As primeiras impressões são as mais importantes para o eleitorado. A não ser que o candidato tenha um escândalo a ser revelado até no dia da eleição, creio que 80% das pessoas já tenha decidido em quem confiar os dois votos. Esses outros 20% decidirão as eleições. Portanto, candidatos e cabos eleitorais, mexam-se. A hora está chegando. Depois que perde por dez votos, não adianta ficar chorando. Vamos lá!

******************************

Confesso estar por fora das campanhas eleitorais da região. Com bastante trabalho no jornal e no site, além de o tempo destinado a família e amigos, não tenho me envolvido tanto nas eleições, como já me envolvi outrora. Mas confesso que até o momento estou muito feliz. Nenhuma "Fake News" das graves na região. Os políticos entenderam que esses ataques infundados só lhe fazem perder a credibilidade. Portanto, parabéns pelo bom nível das campanhas eleitorais. Os eleitores agradecem. Lembro-me de alguns pleitos, que o que de mais bonito um adversário chamava o outro era de satanista. Mesmo que ainda falte algumas semanas para o fim do pleito, que bom que está assim.

******************************

Fiquei feliz com a repercussão da última coluna, em que eu contei alguns 'causos' da política de Taió. Existem outras como o discurso de um prefeito que entoou em alto e bom som: "vira a página", pois isso estava escrito em seu discurso. Tem também a confusão da compra de 500kg de sal, pois o prefeito escreveu "çal", e na verdade, era cal para pintura. Sem contar as falsas pesquisas, onde um candidato tinha 58% e o seu adversário tinha só 52%, totalizando incríveis 110% de votos. Isso tudo precisa ser compilado em uma obra. Logo isso tudo se perde e as lendas políticas não serão mais contadas. Será uma dó!

******************************

A Cresol de Rio do Campo emitiu um alerta para que as pessoas não caiam no "Golpe do falso motoboy", em que é oferecido o serviço para recolher o cartão na casa da pessoa. Isso teve um aumento de 65% durante o período de isolamento social. Funciona assim: Criminosos ligam para você e se passam pela instituição financeira para confirmar movimentações. Em seguida, eles pedem que você ligue para o número que está atrás do cartão. Se você o fizer, a ligação será desviada para uma central falsa, que solicita que sua senha seja digitada e que corte seu cartão ao meio. Para finalizar, os golpistas oferecem um serviço de motoboy para buscar o cartão em sua casa. Tome cuidado! Nada de cair em golpes em pleno 2020!

******************************

Comemoramos no mês de outubro o Dia do Professor. Gostaria de externar a minha alegria em estar apto a desempenhar esse papel. Agora, com o diploma na mão, posso dizer que sou formado em Sociologia. Sou Sociólogo (acho chique falar isso). Não é fácil ser professor. Lecionei poucas aulas no meu período de estágio e vi o quão desafiador é estar à frente de dezenas de alunos e tentar passar um pouco de conhecimento. Aos que escolheram essa profissão, parabéns! Me espelho em vários educadores, sejam eles da minha época da EEB Leopoldo Jacobsen, passando pela minha graduação em Administração com Ênfase em Marketing e pela pós-graduação em Inteligência de Negócios (ambas pela Unidavi) e agora a Sociologia pela Uniasselvi.

******************************

Aquele pitaco eleitoral. Já falei sobre o assunto no início do ano, mas uma conversa me fez confirmar a minha posição. Sobre a questão do "Vereador Voluntário". A ideia de não receber vencimentos para legislar, utopicamente é bonita. Mas além de não podermos cobrar alguém que faz um serviço voluntário, esse dinheiro necessariamente volta para a Prefeitura. Sendo que o vereador não pode exigir que esse dinheiro seja designado a algo específico. Portanto, o prefeito faz o que bem entender, como contratar um Secretário a mais e pagar esse salário do vereador voluntário a ele. Se fosse doar metade do salário a uma instituição, ou então receber um salário mínimo, creio que seria mais acertado.

Livro da semana: Centenário de Taió em Fatos e Fotos - por: Fiorelo Zanella e Adolar Hörmann (Bolinha)

Filme: Enola Holmes

Música: Meia Praia - Down Jones



O JATV.com.br é um portal de informação 24 horas por dia e 365 dias por ano no ar. Presentes nas redes sociais, somos compatíveis com todos os dispositivos que dispoem de acesso à internet.

Endereço: Rua 29 de Dezembro, 643 - Sala 03 - Centro, Rio do Campo - SC, 89198-000
Telefone: (47) 3564-0318 | Email: contato@jatv.com.br

|