Siga nossas redes

Natal 2020

Cozinheira dá dica especial para receita da Bolacha de Melado para o Natal

Natal e cozinha: combinações perfeitas para quem ama cozinhar, como Nilza Welter

Você já parou para pensar o quanto uma tarefa simples e diária como a de cozinhar, executada com carinho e junto daqueles que amamos, pode criar lindas memórias e laços. Cozinhar é um ato de amor e é uma linda tradição. Comer sempre foi bom. Mas comer algo que gostamos, preparado por quem amamos, como pela mamãe ou pela vovó tem muito mais valor. O cheirinho de comida pela casa escreve carinhosamente uma história cheia de lembranças bem mais profundas e vivas que muitas palavras e muitos blá-blá-blá que se apagam com o tempo. 

Experimentar temperos, descobrir sabores, criar novas receitas. Com a correria do dia a dia, o hábito de cozinhar das famílias tem se perdido. Com a evolução tecnológica, o jantar está a um clique de distância com tantos aplicativos de delivery de comida. Juntar a família toda para cozinhar então, nem se fala! Na verdade, conseguir reuni-la em torno da mesa de jantar já é um feito e tanto. Esta é uma realidade lamentável.

Mas no Natal temos a oportunidade de fazer diferente. E para dar aquele incentivo, o JATV conversou com uma 'Mulher Prendada' que ama cozinhar e que junto com a formação da família nasceu a paixão pela cozinha.

Moradora da cidade de Joinville, Nilza Welter, tem 59 anos e há 40 é casada com Rolando Welter. "Temos dois filhos. O primeiro se chama Rubens, ele nos deu a nora Susan e o neto Rubens Filho, de 12 anos. A segunda filha é a Regiane, que é casada com Bruno, eles nos deram o neto Bernardo, de 1 ano e 8 meses", conta Nilza, orgulhosa.

Nilza nasceu em Rio do Campo e aos 16 anos mudou-se para Joinville com os pais, Lindomar e Maria Vavassori Petry. "Tenho familiares em Rio do Campo, família Petry e Vavassori. Tios não tenho mais, somente primos. Mario e Isolde da Silva, que residem na comunidade Ribeirão Carneiro são primos, mas os consideramos como irmãos, são eles que mais visitamos, quando vamos a Rio do Campo e sempre ficamos hospedados na casa deles", revela Nilza. Irmãos do primo Mario, da família Silva, são considerados familiares, do coração, de Nilza e Rolando. Outros amigos e a família Clube Tropeiro Velho, o qual o casal faz parte, também são citados pelo casal.

É do conhecimento de muitas pessoas, especialmente das mais próximas, que Nilza gosta muito de cozinhar. No entanto, a Joinvillense revela que nem sempre foi assim. "Quando morava em Rio do Campo eu não gostava de cozinhar, meu pai, às vezes, fazia eu ficar em casa porque dizia que tínhamos que fazer as tarefas de dona de casa, mas era um desastre, ou o feijão queimava ou ficava cru; porque quando tinha que ir ao rancho buscar lenha, lá já começava fazer outras coisas e esquecia do fogão. Pois o que eu mais gostava era dos trabalhos da roça", conta Welter.

O despertar pela culinária foi depois que Nilza casou e teve os filhos. "Cozinhar virou paixão", afirma. E não precisou nem de professor "Aprendi sozinha. Vendo livros de culinária, trocando receitas com amigas. Infelizmente não tinha internet e essa facilidade que temos hoje".

Para Nilza, o segredo de cozinhar bem é o mesmo de qualquer profissão. "Fazer as coisas com amor. E sem ser pretenciosa, já sendo, quem mais gosta de saborear meus pratos é a família e amigos também", cita a Joinvillense e acrescenta "Gosto de cozinhar comidas diferentes, nos reunimos muito com os filhos aos domingos e a minha família é minha cobaia. Mas o que mais gosto de fazer são pratos doces como bolos, pudins e sobremesas".


Nilza mantém a tradição do Natal em família

Preparado sempre em sua casa, o Natal da família Welter é alegre e abundante e é a dona Nilza quem costuma preparar os alimentos "O nosso Natal é na nossa casa com a família. Desde criança comemorávamos a data no almoço do dia 25 e continuo com esta tradição", garante a cozinheira.    

E a receita especial que não pode faltar no Natal da dona Nilza é a de bolacha de Natal, além da união "Para mim, a receita especial do Natal é a união da família. Sempre procuro fazer uma receita nova no almoço do Natal e surpreender a família. Mas as bolachas de Natal não podem faltar", afirma.

Em especial, as bolachas de Natal têm um significado marcante na vida de Nilza. "Já era tradição da minha avó Filomena Petry, de todos os anos ir à nossa casa para minha mãe ajudar ela a fazer latas de bolacha. Depois de prontas, vovó colocava em pacotinhos e distribuía para as crianças depois da missa. Minha mãe também fazia bolachas, e agente até ajudava a fazer, mas depois as bolachas sumiam e, segundo ela, o Papai Noel levava e elas apareciam no Natal pintadas", revela Welter.

Mas a receita de bolacha de Natal que não pode faltar no Natal dos Welter, veio das mãos da sogra de Nilza. "Aprendi com a minha sogra as bolachas de melado que era tradição da família deles em Joinville. Esta receita já era da mãe dela e continuo fazendo sem mudar nenhum ingrediente", explica Nilza.


O significado do Natal para Nilza

"O verdadeiro significado do Natal é o nascimento de Jesus Cristo. É tempo de renovação, alegria, esperança, e estar em comunhão com a família. As pessoas ficam preocupadas com presentes, limpeza da casa, enfeites elaborados e esquecem o verdadeiro significado do Natal, esquecem o dono da festa. Não costumo fazer muitas decorações, apenas uma árvore e o presépio. Não trocamos muitos presentes, não acho isso o mais importante do Natal, só quero a família reunida. Meus netos são nossas novas paixões. Eles vêm chegando de mansinho o roubam o coração da gente. Desde pequeno queremos que eles participem o viver em família".  


Quer fazer a receita da Bolacha de Melado para o Natal? Ainda dá tempo, confira a receita na sequência.

Ingredientes:

1 quilo de melado de cana de açúcar

250 gramas de manteiga

250 gramas de açúcar

4 ovos inteiros

1 colher de sopa de sal amoníaco

1 colher de sopa cheia de condimentos para bolacha de melado (é uma mistura de canela, cravo, nos moscada e gengibre em pó). Em Joinville, Nilza compra esta mistura pronta na casa de produtos naturais.

1.400 a 1.450 gramas de farinha e trigo (essa quantia varia se o melado é mais grosso ou mais fino)


Modo de preparo:

Coloque o melado numa bacia. Aqueça a manteiga (um pouco mais que morno) junte o sal amoníaco e mexa bem (fica uma espuma) coloque junto com o melado e mexa bem. Acrescente os outros ingredientes e amasse até não grudar nas mãos. Cubra com um pano e deixe descansar por dois dias fora da geladeira (massa crua). Só não pode deixar em bacia de alumínio. Pode deixar até cinco dias. Depois abrir com o rolo a massa bem fininha (quanto mais fina mais crocante fica a bolacha) corte no formato desejado e asse em forno quente. "Eu asso no forno elétrico a 200 graus por 6 a 7 minutos", explica Nilza. Decorar depois de assada com o glace que preferir. Esta receita rende quatro vidros grandes (Exp.: vidro de pepino).


Imagens



O JATV.com.br é um portal de informação 24 horas por dia e 365 dias por ano no ar. Presentes nas redes sociais, somos compatíveis com todos os dispositivos que dispoem de acesso à internet.

Endereço: Rua 29 de Dezembro, 643 - Sala 03 - Centro, Rio do Campo - SC, 89198-000
Telefone: (47) 3564-0318 | Email: contato@jatv.com.br

|