Opinião

Paz e Bem!

Padre Gilson Siqueira Alves
Foto: JATV

Nos dias 4, 5 e 6 de maio nossa Paróquia, em de Rio do Campo, celebra a festa de seu padroeiro, São José Operário.

Na figura de São José Operário, lembramos todos os trabalhadores, especialmente os mais de 12 milhões de desempregados atualmente no Brasil. Índice alarmante, sem contar o sofrimento do homem do campo que se vê cada vez mais desassistido de políticas em favor do pequeno agricultor. 

Mas quem foi São José? Dele sabemos pouco, contudo, de modo algum podemos reduzir sua importância. Afinal ele foi responsável por cuidar do maior tesouro do céu e da terra, que é Nosso Senhor Jesus Cristo. Os Evangelhos falam dele apenas quatorze vezes. Ainda que não mencionem nenhuma palavra sua. A beleza de sua vida encontra-se na eloquência do seu silêncio. Um teólogo, certa vez, afirmou que "São José é a imagem terrestre do Pai do Céu" e a Bíblia confere a ele um titulo importante: "era um homem justo" (Mt 1,19). José foi um homem reservado, retirado, mas trabalhador. Ensinou a Jesus o oficio do qual tirava o sustento de casa. Foi o carpinteiro de Nazaré, de mãos calejadas, olhar cansado, corpo curvado por longas horas de trabalho, como qualquer trabalhador de hoje. Hábil no manejo do martelo e do serrote. Homem de fé inabalável. 

Ao olharmos a figura de São José, devemos ter a plena convicção que não falamos de um mito. Mas um homem real, com suas dores e desafios. Que vivendo a dureza do trabalho diário, soube, ali, servir a Deus e glorificá-lo.  

Em São José vemos os trabalhadores de hoje. Muitos dos quais vivem em situações extremas com seus direitos esquecidos. É sabido que, com o decorrer do tempo, o trabalho passou por grandes transformações, a mecanização aumentou a produtividade e ao mesmo tempo colocou à margem tantas e tantas pessoas.  

Em nossa reflexão, nosso olhar se volta especialmente ao pequeno agricultor. Que encontra hoje dificuldades para conseguir financiamento: os bancos são vorazes por lucros, não enxergam pessoa e sim o capital. Ultimamente nosso Congresso fez alguns "remendos" na legislação trabalhista e sabemos que tais "retalhos" não beneficiam os pobres. A estes, cabe o trabalho duro e inteligência para capitalizar seus pequenos lucros. 

Nestes dias, em que comemoramos a vida de São José Operário, peçamos sua intercessão, ele que foi trabalhador e viveu numa sociedade rural com exploradores de todos os lados. Em seu tempo havia especialmente o Rei Herodes, e hoje podemos dizer que nossa situação não mudou muito, tantos são os Herodes em nossa sociedade, principalmente o Capital Especulativo. Ainda assim, como São José, tenhamos coragem de lutar e ser justos, para podermos acolher em nossas casas o menino Jesus que conosco quer fazer morada. 

Que São José Operário interceda por cada pessoa, por cada um de nós. 



colunas

Luiz Carlos Prates


Apóstolos Olímpio e Iracema




O JATV.com.br é um portal de informação 24 horas por dia e 365 dias por ano no ar. Presentes nas redes sociais, somos compatíveis com todos os dispositivos que dispoem de acesso à internet.

Endereço: Rua 29 de Dezembro, 643 - Sala 03 - Centro, Rio do Campo - SC, 89198-000
Telefone: (47) 3564-0318 | Email: contato@jatv.com.br

|