Siga nossas redes

Natal 2020

Pedroso: O Papai Noel de Taió

Conheça a história de Wanderlei que atua como Papai Noel a muitos anos

Dificilmente algum taioense não conheça o Pedroso. Pode até não lembrar que o nome dele é Wanderlei, mas certamente, esse homem que beira os dois metros de altura não fica despercebido por onde passa. Com seu trabalho reconhecidamente de excelência na empresa Lorenzetti Química (Louro), Wanderlei também se destaca por outra ação: o dom de ser Papai Noel.

É bem provável que você já tenha o cumprimentado, ou que seu filho já tenha ganho alguma bala ou algum mimo do Papai Noel que fica há mais de dez anos em frente a Cravil distribuindo doces, abraços e afagos.

Para falar um pouco sobre essa missão de ser o "Bom Velhinho", Pedroso recebeu a equipe JATV em um momento de folga no seu trabalho, na sede da empresa taioense.


Estreia como Noel

Segundo ele, a primeira vez que se vestiu de Papai Noel foi por pura brincadeira. A Rádio 104,7 FM de Taió faria a entrega de presentes, e a pessoa esperada para se vestir de Noel ficou indisponível. Por essa razão, recorreram ao Pedroso. "Botei a roupa deles meio apertadinha, pois o convite foi de última hora, mas fiz a entrega dos brinquedos", conta Pedroso.


Papai Noel da Cravil

Com o sucesso logo na primeira oportunidade de encarar o personagem mais esperado do Natal, Pedroso foi convidado pelo gerente da Cravil de Taió, Hilário Scherer, que prontamente lhe fez o convite. "Sou muito grato a Cravil que me dá essa oportunidade de fazer o Natal mais feliz para as crianças. Muita gente adulta também abraça o Papai Noel com carinho. Muitos deles não tiveram a oportunidade de fazer isso na infância", relata Wanderlei.


Dificuldades

Pedroso relata ser prazeroso poder dar essa alegria às pessoas. Porém, nesse ramo, também existem as dificuldades. Desenhada para o Natal americano, a roupa é o que mais lhe incomoda. "O calor de dezembro aqui é terrível. Mesmo assim é gratificante, pois o calor do abraço da criança é gratificante. E claro, facilita, pois, tenho o dom e paixão pelo que faço".


Histórias inesquecíveis

Por mais que o calor atrapalhe e o mês de dezembro tradicionalmente é marcado pelo cansaço em meio ao trabalho e sua atividade natalina, Wanderlei conta que algumas histórias jamais saem da sua cabeça. Em uma das ocasiões, uma mulher se dirigiu a ele, alegando que não havia comida alguma para a sua ceia de Natal. Comovido com a situação, Pedroso pediu para a mulher esperar na porta da Cravil e solicitou que uma colaboradora do mercado fizesse uma cesta básica, custeada do seu próprio bolso. Pedroso também lembrou outra passagem, em que visitou a casa de uma pessoa autista que nunca havia tido contato com o "Bom Velhinho", proporcionando uma surpresa inesquecível para ambas as partes. "Criamos um laço. Até hoje essa pessoa manda foto para a gente. Isso é muito gostoso e gratificante", conta, emocionado.


Reconhecimento

Por mais que as crianças são marcadas pela inocência, algumas delas já reconheceram que o velhinho do Polo Norte, na verdade mora em Taió. "Aqui na cidade muita gente me conhece. Um garotinho de dois anos me reconheceu em uma ocasião. Fui fazer o acompanhamento de uma creche acompanhado da minha esposa e ele disse 'eu sei que o Papai Noel é o Tio Pedroso'. Isso que ele tinha apenas dois aninhos na época. Porém, foi tão discreto que não contou para as outras crianças. Guardou o segredo para ele. Nem para o irmãozinho ele contou", relata Pedroso em meio a risos.


Magia do Natal

Na entrevista dada ao JATV, Pedroso afirmou que é muito gostoso sentir a magia de ser abraçado com tanto amor pelas crianças. Segundo ele, o brilho no olhar vem principalmente das crianças mais carentes. Quando algum familiar lhe pede auxílio, ele repassa o pedido a um grupo de amigos que distribui cestas básicas e cestas natalinas. Poder proporcionar isso para algumas pessoas é um dos grandes momentos do Natal para Wanderlei.


Aposentadoria

"Sempre peço a Deus que me dê saúde. Está por vir a minha neta agora e também uma afilhada. Quero ser Papai Noel para elas pelo menos mais uns dez anos ainda. Se Deus me der saúde e eu tiver a proteção Dele para seguir essa carreira, não vou parar tão cedo".


Natal 2020

Em shoppings de grandes cidades, é praticamente unanimidade que o Papai Noel poderá ser visto somente através de telão para não gerar aglomeração de pessoas, em virtude da pandemia. Pedroso vê que a data natalina sempre é boa, porém, em 2020 será uma data um pouco diferente. Mesmo usando a fantasia de Papai Noel, tanto ele quanto qualquer outra pessoa, ficam receosos de cumprimentar ou dar um abraço em virtude da possível negação do cumprimento, em virtude da pandemia causada pelo Coronavírus. O Papai Noel de Taió confessa que tem aceitado convites apenas para eventos mais restritos e particulares.


Dicas aos "Novos Noéis"

Como em 2020 o mercado para os Papais Noéis deve ser menos aquecido, quem quiser trilhar essa carreira já pode ir treinando para o próximo ano. E nada melhor do que receber algumas dicas de quem já está nesse caminho há tantos anos. Pedroso afirma que quem quiser ser Papai Noel precisa ter carinho, amor e respeito que são virtudes que precisam estar em todos os seres humanos. Ele também pede para que os pais não digam para os seus filhos que o Noel é uma espécie de "Bicho Papão", pois isso assusta as crianças nesse momento tão mágico que é o Natal. "Ano passado, uma menina que deveria ter entre 14 e 16 anos não chegou perto de mim (vestido de Papai Noel) porque ela tinha medo", conta Wanderlei.


Recado de Natal

"Desejo um Feliz Natal a todas as famílias do Alto Vale. Espero que todas as pessoas que estejam lendo essa reportagem tenham um Natal repleto de alegria e que tenham um próspero ano novo. Além disso, que torçam para que o bom velhinho tenha saúde para atuar novamente no ano que vem", finaliza Pedroso.

Imagens

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 





PUBLICIDADE

O JATV.com.br é um portal de informação 24 horas por dia e 365 dias por ano no ar. Presentes nas redes sociais, somos compatíveis com todos os dispositivos que dispoem de acesso à internet.

Endereço: Rua 29 de Dezembro, 643 - Sala 03 - Centro, Rio do Campo - SC, 89198-000
Telefone: (47) 3564-0318 | Email: contato@jatv.com.br

|