Siga nossas redes

Rio do Campo

Vereadores criticam queda dos investimentos em Saúde e Educação em Rio do Campo

Jornal A Tribuna do Vale

A audiência pública do 1º quadrimestre de 2022 revelou que os gastos com educação e saúde caíram, se comparados aos anos anteriores. De acordo com a apresentação feita em 31 de maio, na saúde, o mínimo exigido é de 15% de impostos e transferências constitucionais, R$ 1,3 milhão, enquanto o aplicado no período foi correspondente a 15,46%, representando o valor de R$ 1,4 milhão, de recursos próprios.

Já na educação, os gastos ficaram abaixo do mínimo que é exigido por lei, 25%. O valor aplicado no município correspondeu a apenas 21,33% no período, ficando quase R$ 350 mil abaixo do mínimo.

De acordo com dados divulgados pela própria prefeitura de Rio do Campo, em comparação com os primeiros quadrimestres de 2018 e 2020, as aplicações em Saúde caíram mais de 5% e em Educação quase 8%.

A queda das aplicações nas maiores pastas do município movimentou a oposição. A vereadora Ádila Conink se manifestou e criticou o governo municipal "Eu entendi o porquê de tanta falação sobre o problema na saúde, pois onde saio as pessoas reclamam, é falta de medicamento, falta de exame, etc. O fato é que o limite mínimo a ser gasto é 15% da arrecadação e a saúde investiu 15,46%, uma beiradinha de nada a mais, sendo que esse investimento pode ser maior".

A vereadora mencionou que um investimento maior poderia melhorar o acesso a medicamentos pela população "Se colocasse 20%, tenho certeza de que a gente não estaria ouvindo tanta reclamação. Concordo que a indústria farmacêutica talvez não esteja fornecendo, não estão dando conta de produzir, mas acontece que tem medicamento que não tem na farmácia do município, porém a pessoa que pegou a receita, vai na farmácia comercial e compra, então, não está em falta; falta apenas no município. Está bem grave essa questão. Peço que seja aumentada a porcentagem de investimentos para 20, 22%, certamente não estaríamos ouvindo tanto desaforo", frisou Ádila.

Durante a sessão da Câmara de Vereadores, Conink também criticou os gastos em educação, que não atingiram o mínimo determinado por lei "Não é gasto, dinheiro aplicado na saúde é investimento, assim como também na educação. O mínimo a ser atingido é 25% e atingiu apenas 21,23%, aí eu fico pensando, poderia ser dado nosso reajuste, né presidente?" Citou a vereadora se referindo ao reajuste para a classe de professores municipais. Ainda direcionando sua fala à presidente da casa, Marilete Vavassori Rafaeli, Ádila acrescentou "Até você comentou na sua fala outro dia que seria feita uma reunião, que teria uma surpresa muito boa, então, analisando esses gastos penso que agora é a hora, está sobrando dinheiro ali, pois nem o mínimo foi atingido, então, gostaria que o pessoal que está em casa ficasse sabendo disso, que o mínimo é 25%, mas pode chegar até 30% se o prefeito permitir. Esse dinheiro, que acaba não sendo investido na saúde e educação, é colocado em outras áreas, DMR, cultura, esportes, mas um município sem saúde e educação não tem nada, só reclamação e é o que está acontecendo", concluiu.

Além de Ádila, o vereador Jaison Beiger também reagiu aos números negativos da administração municipal "Nós tivemos a audiência pública e ali vimos onde está o furo sobre as reclamações que o povo nos cobra na questão da saúde, falta de remédios, falta de exames... Onde poderia ser gasto mais valor, nesse 15,46% que deu poderia ser gasto 20, 22. E dinheiro para a saúde a gente sabe que tem e vem, mas não está acontecendo e a gente é cobrado pelo povo nessa questão da saúde, a palavra certa neste mandato é: está muito precária, está muito defasada... E hoje, no nosso município, as principais áreas que nós temos que atender o povo são na saúde e educação, são as coisas que mais têm importância no nosso município. Então, eu queria fazer também, um apelo à nossa presidente, à administração para que possam estar dando prioridade nessa questão para o povo riocampense", mencionou Jaison na Tribuna Livre. 

Fonte: Jornal A Tribuna do Vale

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

 



PUBLICIDADE

O JATV.com.br é um portal de informação 24 horas por dia e 365 dias por ano no ar. Presentes nas redes sociais, somos compatíveis com todos os dispositivos que dispoem de acesso à internet.

Endereço: Rua 29 de Dezembro, 643 - Sala 03 - Centro, Rio do Campo - SC, 89198-000
Telefone: (47) 3564-0318 | Email: contato@jatv.com.br

|